Qual o impacto causado pela geometria e pela cobertura do macho?

Tuesday, July 9, 2019

A linha Shark é nosso programa de machos para materiais específicos que fornece alto desempenho e confiabilidade do processo. Johan Bodin, gerente de produtos global e P&D para rosqueamento na Dormer Pramet, explica rapidamente o impacto que as diferentes coberturas e geometrias dessa linha têm no desempenho.

 

Nossa linha Shark de machos inclui uma cobertura cerâmica de multicamadas PVD que passou por um processo de suavização posterior. Depois que a cobertura de TiAlN é depositada, aplica-se um tratamento superficial adicional para fazer com que a superfície fique mais suave e mais resistente à formação de arestas postiças, tornando as ferramentas ideais para altas velocidade de corte.

 

Em machos específicos da linha Shark, como nosso Blue-ring, foi aplicada uma cobertura SUPER-B que apresenta dureza mais alta e maior resistência térmica de TiAlN, combinada às propriedades de atrito e lubrificação de uma camada superficial de WC/C (mistura de carboneto de tungstênio e carbono) para melhorar o escoamento dos cavacos.

 

Essa linha de machos é especialmente vantajosa para rosquear materiais duros, com cavacos longos e resistentes ao calor, como o aço inoxidável, porque evita que o cavaco grude na ferramenta de corte. Além disso, ela é altamente recomendada para alumínio porque a superfície WC/C age como uma barreira para limitar a adesão entre o material da peça e a cobertura de TiAlN.

 

Outros importantes elementos em aplicações de rosqueamento são o ângulo de corte e a força com a qual o macho entra na peça que aumenta a temperatura e o estresse, resultando na deformação do material, até o ponto que ele quebra em cavacos.

 

Trabalhar com uma geometria geral de corte em materiais que têm baixa resiliência pode fazer com que o diâmetro rosqueado fique muito grande. Em materiais que têm alta resiliência, as roscas do macho podem ser envolvidas pela peça, aumentando o risco de ligação e quebra do macho.

 

A geometria de nossos machos Shark foi desenvolvida para evitar isso e ajudar a produção contínua. Entrar no material da peça com ângulos de folga e de ataque especificamente adequados para a gama de materiais é essencial para produzir as roscas corretamente.

 

Um ângulo de ataque pequeno propicia a estabilidade necessária para trabalhar em materiais duros, enquanto um ângulo de ataque alto

reduz a força de corte para trabalhar em materiais macios. Um ângulo de folga alto evita a aderência ao trabalhar com materiais de alta resistência e resiliência, enquanto um ângulo de folga baixo evita roscas muito grandes em materiais com baixa resistência e resiliência.

 

Johan Bodin

Gerente de produto global e P&D – Rosqueamento

Dormer Pramet

Please reload

Follow us
  • Black LinkedIn Icon
  • Facebook
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram